terça-feira, 12 de maio de 2009

- que aconteça.

- que o tempo te leve,
mas que você volte antes,
antes que termine o dia,
pra sentar do meu lado e eu te contar o que fiz.

- que a chuva caia,
que caia sobre nosso telhado
e com o som produzido,
embale nossos beijos e nossos risos.

- que a vida passe,
e com ela venham as rugas,
pra marcarem todas as lembranças,
lembranças de nós.

- que o sorriso permaneça,
nos meus e nos teus lábios,
lábios beijados e unidos,
com toda a nossa saliva,
com nossa identidade.

- que a pele sinta o arrepio
ao tocar a outra pele,
que da metade nasça o inteiro
e o inteiro nos complete.

- que a morte não cause o esquecimento,
que não mate nossas árvores, nem rasgue nossas cartas,
e muito menos fira nosso sentimento.
que não seja o fim, mas apenas um começo.

8 comentários:

mais um garoto malvado disse...

o ritmo da poesia é lindo, quase um tango!

Ana Paula Gobetti disse...

~ vc quem escreveu?
lindamente hem!
adoreii teu blog, teu fotolog!
to te add aqui tb tah!

Adelaide disse...

Ai nossa encantado, amei esse post. \o/

Mauro Jorge disse...

você quem escreveu? [2]

amei! ;(

Ana disse...

Deixo ir,
deixo ir para que volte
Para que permaneças em mim, eu te deixo ir.

Independente de onde, se em meu coração ou meus olhos, fique.
Para que eu não te esqueças, peço que fiques.

Mas agora eu vou,
preciso ir e caso eu não volte
saia por aí e me encontre
És capaz de me achar.

Marcelo disse...

Parece mesmo uma prece...
Li de trás para frente, e me fez todo sentido.
O amor tem o exótico hábito de sobreviver a qualquer tipo de morte ou afastamento.

Lindas as suas linhas, menina.

Beijos meus.

Ana disse...

Oi 'menina'. Não entendi o comentário acima, e sim eu leio comentários alheios mesmo.
Só vim aqui pra fazer um outro comentário... Dizer que a sua foto do perfil está totalmente 'capa de livro' 'eu sou escritor'.

Adorei.

matt. disse...

SIMPLESMENTE MARAVILHOSO!