quinta-feira, 7 de julho de 2011

- Enfim o que era meu.

Luv_Ya_by_HaNoOoFa

Cantei sempre amores e eles nunca eram meus.

Cantava o teu, o dele, o de outro

e pra mim, nada acontecia.

Fui cansando, mas a voz não acabava.

E fui acostumando a ser apenas trilha.

Eram lindos, simples, difíceis,

Delicados, Selvagens, Pra sempre e apenas pra Hoje.

Fui cansando, mas a voz não acabava.

Quando decidi não mais cantar,

tudo mudou.

Meus passos eram outros,

meu rumo também era outro.

Comecei a escutar uma canção no fundo

quando fechava os olhos e apenas sentia

aqueles lábios nos meus.

Percebi que a culpa sempre foi minha,

e apenas minha.

Cantava pra prestar atenção no que não era meu,

mas no que era teu, dele, de outro.

Aí cansei.

E agora sou feliz,

com voz calada, silêncio interminável

e namorado do lado.

2 comentários:

Marcelo R. Rezende disse...

Por motivos que você sabe os quais, me emocionei com o texto.

Beijo, Van.

@theusmoreno disse...

E que seja sempre assim, para sempre ao lado.