quarta-feira, 8 de abril de 2009

- não é o fim.

- era dia de sorrir e ele o fez, brindou com o sol tudo o que tinha de bom e olhou para o céu com os olhos da alma, querendo que o vento nunca cessasse e que a liberdade ficasse ali, de mãos dadas com ele para todo o sempre. Saiu do transe, abriu os olhos e viu em sua frente todo o mundo de problemas de volta e nem por isso desanimou. Deu dois passos, olhou para o horizonte e viveu a esperança.

1 comentários:

mais um garoto malvado disse...

Viver a esperança =D que sensível isso!